sábado, 31 de agosto de 2019

Escola de Triunfo -PE Vai ver o Papa Francisco...

Triunfo é finalista de prêmio nacional

A Escola Municipal Milton Pessoa, localizada na Zona Rural de Triunfo, é uma das 7 finalistas do Prêmio Desafio (2019) Criativos na Escola com o Projeto Consciência, Cor & Arte, que teve  por finalidade mobilizar estudantes da escola integrantes das Associações Quilombolas Livramento e Águas Claras contra práticas racistas, contra a negação da identidade e o desconhecimento das origens negras. 
Como resultado, os estudantes envolvidos no Projeto Consciência, Cor e Arte apresentam, hoje, o sentimento de pertencimento àquelas comunidades nas quais residem. Sentem orgulho da pele negra, do cabelo cacheado, sentem orgulho do coco de roda. Sentem orgulho, acima de tudo, da luta de suas famílias por uma vida melhor para os filhos/as, e buscam uma Educação de qualidade, encontrada na Escola Milton Pessoa que é também segundo o IDEPE 2018 a melhor escola de Ensino Fundamental anos finais de Pernambuco.
Em novembro, três alunos e um professor da Escola Milton Pessoa vão a Roma na Itália, participar da conferência global “Eu Posso” que contará com a presença do Papa Francisco, como parte da premiação por estarem entre os finalistas do prêmio criativos na escola 2019.
A iniciativa faz parte do Design for Change, movimento global que surgiu na Índia e está presente em 65 países, inspirando mais de 2,2 milhões de crianças e jovens ao redor do mundo, representado no Brasil pelo instituto ALANA.
Postado por Madalena França com Informação de Magno Martins

Queiroz agora mora no Morumbi


Sem dar sinais de seu paradeiro desde o dia 12 de janeiro, quando postou um vídeo na internet após uma cirurgia, Fabrício Queiroz foi visto na última segunda-feira na recepção do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein, onde são marcados procedimentos como quimioterapia e radioterapia. De acordo com a revista "Veja", o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) mora hoje no Morumbi, na zona sul de São Paulo, para facilitar os deslocamentos para o hospital, onde segue o tratamento contra um câncer de cólon.
Alvo de polêmica após o Coaf identificar movimentações financeiras suspeitas de funcionários da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), Queiroz, até então, tinha sua moradia desconhecida. Sua ausência chegou a movimentar as redes sociais com a pergunta "Cadê o Queiroz?". 
Segundo a publicação, citando uma pessoa próxima a Queiroz, a cirurgia não resolveu seu problema de saúde e a doença foi agravada. A reportagem flagrou o amigo da família Bolsonaro chegando ao hospital, se dirigindo ao setor de marcação de consultas e exames, e tomando café no final da tarde no centro de oncologia do Einstein. Nas fotos,  Queiroz aparece mais magro.
Postado por Madalena França

TSE lança programa de combate à desinformação


Do G1
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou, hoje, em Brasília, o Programa de Enfrentamento à Desinformação. O objeto é combater a propagação de conteúdo falso sobre a Justiça Eleitoral e sobre a eleição municipal do ano que vem.
Instituições públicas e privadas convidadas e interessadas assinaram um termo de adesão ao programa, cuja finalidade é enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e à credibilidade da Justiça Eleitoral, além das próprias eleições.
A presidente da o TSE, ministra Rosa Weber, afirmou que em 2018 "não se ignorava o fenômeno da desinformação" nem se minimizava a capacidade de conteúdos falsos afetarem a credibilidade das instituições, mas a intenção agora é fortalecer o combate por meio de campanhas e de maior transparência.
"Sem dúvida, o enfrentamento de problemas que o fenômeno provoca exige a adoção de medidas de curto, médio e longo prazo, apoiadas em diversas áreas", afirmou.
"São sérios e graves os danos que a desinformação pode causar à imagem da Justiça Eleitoral. Hoje o TSE avança alguns passos", completou.
Entre as medidas que devem ser adotadas, estão a organização interna da Justiça Eleitoral, com:
  • Alfabetização midiática;
  • Contenção da desinformação;
  • Identificação e checagem;
  • Aperfeiçoamento do ordenamento jurídico e de recursos tecnológicos.
Algumas ações, segundo o TSE, já passaram a ser executadas após as eleições 2018 e podem ser ampliadas, como:
  • Estudos para disponibilizar a abertura dos códigos das urnas eletrônicas fora da Corte;
  • Teste público de segurança;
  • Nova urna eletrônica.
Outras podem ser implementadas e estão em fase de planejamento, entre as quais:


  • Instituição de gabinetes de crise com o objetivo de identificar casos de desinformação;
  • Palestras a estudantes;
  • Parcerias com a Polícia Federal e Ministério Público com objetivo de estabelecer núcleos sobre desinformação no âmbito da Justiça Eleitoral.
  • Postado por Madalena frança

Preso assessor do Delegado Waldir por facilitar roubo de Carca...

Deputado delegado Waldir já afirmou que ministro bandido é coisa de esquerda. Então, tá!



O Portal IG revela que um delegado assessor do deputado delegado Waldir foi preso pela operação Mercúrio, desencadeada esta semana pelos GAECO do Ministério Público de vários Eatados.

Segundo a Operação, o assessor de Valdir foi preso sob a suspeita de receber proprina de quadrilhas especializadas em roubo de carga.

Líder do PSL na Câmara, partido do presidente Jair Bolsonaro, o parlamentar levou o delegado José Maria da Silva, que é delegado de Goiás, em 2016 ,para o seu gabinete para ajudá-lo na elaboração de projetos de lei.
O assessor do líder do PSL é suspeito de receber propinas dos criminosos quando estava lotado na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos e Cargas (Decar) em 2014. Além dele, três policiais civis goianos também foram presos.

Leia também: Bolsonaro diz que dará indulto a policiais 'presos injustamente'

A operação investigou o bando por dez meses e cumpriu mandados de busca e apreensão e prisão nos estados de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Pará, Paraná, Mato Grosso, Tocantins e Pernambuco.

Em nota, o deputado Delegado Waldir informou que afastaria o assessor que, além de delegado, é ex-oficial da Polícia Militar goiana.

O deputado destaca que o delegado foi cedido ao seu gabinete em janeiro de 2016, um ano depois de ter passado pela delegacia em que teria recebido propina dos criminosos. 

A decisão de afastar o assessor preso por corrupção só ocorreu após pressão dos seguidores de Valdir nas Redes Sociais:

"Comunicamos que até a apuração total dos fatos o servidor será desligado do cargo que ocupa na Câmara Federal . O Delegado Waldir é um dos parlamentares mais atuantes no combate ao crime. Ele lamenta o ocorrido, porém jamais irá compactuar com qualquer ato ilícito dos seus colaboradores", diz a nota do deputado que afirmou recentemente que ministro bandido era coisa da esquerda.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-08-30/delegado-assessor-de-lider-do-psl-na-camara-e-preso-em-operacao.html

Fonte: Último Segundo - iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-08-30/delegado-assessor-de-lider-do-psl-na-camara-e-preso-em-operacao.html
Madalena França com informações de Noelia Brito

Ancine: diretoria aprova demissões e corte de gastos


Ancine Foto: Reprodução
Época - Coluna de Guilherme Amado
Por Eduardo Barreto

A Ancine demitirá 30 funcionários e ordenou estudos para cortar mais custos.
Em reunião da diretoria colegiada da Ancine nesta terça-feira 27, foi definida por unanimidade a exoneração de 30 servidores, entre secretárias, recepcionistas e mensageiros.
Os diretores também determinaram a apresentação das "demais medidas que estão sendo adotadas pela redução de custos e ajuste da execução orçamentária".
A agência também devolverá um imóvel alugado e concentrará suas atividades no prédio da Rua Graça Aranha, no centro do Rio de Janeiro.
Madalena França Via Magno Martins

FAKE NEWS: MINITRO DE BOLSONARO NÃO QUER PUNIÇÃO PARA POLÍTICOS CALUNIADORES....

Ministro de Bolsonaro reclama do apoio de líderes a norma que pune disseminação de fake news.
O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

A decisão do Congresso de estabelecer punição pesada a quem deliberadamente espalhar notícia falsa e caluniosa em período eleitoral motivou telefonemas do ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretário de Governo) a líderes de centro e centro-direita.
Ramos reclamou do posicionamento desses partidos. Sua atitude não agradou. Alguns políticos lembraram que o governo não tem uma base e que a aprovação da Previdência na Câmara se deu após negociação específica, com começo, meio e fim.
Postado por Madalena França

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Para 62%, Lula é ‘o cara’ que melhorou as condições de vida dos brasileiros

Uma sondagem da Vox Populi, divulgada nesta sexta-feira (30), mostra que 62% consideram o ex-presidente Lula (PT) ‘o cara’ que proporcionou melhores condições de vida para os brasileiros.
De acordo com a pesquisa, o governo Lula foi aquele em que os entrevistados tiveram “melhores condições de vida: emprego, maior renda, menor inflação, etc.” — dentre outros ganhos.
O Vox Populi aponta que apenas 5% consideram que o governo Jair Bolsonaro (PSL) proporciona melhores condições de vida, qual seja,
Lula é considerado o melhor, por esse critério, até entre eleitores de Bolsonaro (32% contra 16% que dizem que o melhor governo é o atual), segundo o instituto.
Para 50%, Lula é o melhor presidente que o país já teve. O governo do petista foi positivo para 62%, regular para 23% e negativo para apenas 13%.
Lula também é, como pessoa, o mais querido entre os demais presidentes da República, segundo o Vox Populi: 30% disseram “gostar muito” de Lula, 11% de Bolsonaro e 5% de FHC.
Bolsonaro é o mais rejeitado, pois os que “detestam, não gostam de jeito nenhum” de Lula são 8%; de Bolsonaro, 21%, e de FHC, 16%.
O Vox Populi entrevistou 1.987 eleitores de 119 municípios brasileiros, entre os dias 23 e 26 de agosto. A margem de erro é de 2,2% para mais ou para menos.
Com informações do Brasil 247
Postado por Madalena França via Esmael

Frota questiona sobre Queiroz: “A justiça vai se calar?”


Postado por Madalena França
Foto: reprodução
O deputado federal Alexandre Frota, agora no PSDB, continua disparando críticas ao ex-aliado Jair Bolsonaro, em sua nova conta no Twitter. A notícia divulgada nesta sexta-feira (30) pela Veja de que achou Fabrício Queiroz provocou reação imediata de Frota.
“Aqui está o malandro Queiroz. Agora precisam ser rápidos ou ele vai sumir mais 8 meses ou morrer. A justiça vai se calar? O MP nada vai fazer e o STF? Ahhh, lembrei o Toffoli agora é o melhor amigo do Bolsonaro. Tinha me esquecido disso”, provocou.
No dia 21 de agosto, em pronunciamento na sessão plenária da Câmara, o deputado tucano fez inúmeras críticas ao presidente. Em tom de retaliação por ter sido renegado por Bolsonaro na semana anterior, Frota provocou: “Onde está enterrado o Queiroz?”.
A pergunta

Bob Fernandes e o “lixo”


No vídeo publicado ontem, em seu canal, o jornalista Bob Fernandes faz um nauseante passeio sobre os “lixos” que se amontoam na vida institucional brasileira, de Curitiba à Amazônia e além.
Pior, mostra que eles se amontoam justamente pelas mãos de quem diz que está “limpando” o país.
  •  
  •  

Glenn relembra: Vaza Jato revelou que Moro protegia Flávio Bolsonaro


Postado por Madalena França
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Após a revista Veja ter divulgado, nesta sexta-feira (30), que achou Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, o editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, foi ao Twitter para lembrar que o assunto foi tema de um dos diálogos da Vaza Jato.
“Os investigadores não acharam Queiroz porque eles não queriam encontrá-lo. Mais uma vez: ‘Deltan Dallagnol, em chats secretos, sugeriu que Sérgio Moro protegeria Flávio Bolsonaro para não desagradar o presidente e não perder indicação ao STF’”, postou Glenn.
Reportagem publicada pelo The Intercept no dia 21 de julho revela que, em chats secretos, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, concordou com a avaliação de procuradores do Ministério Público Federal de que Flávio Bolsonaro mantinha um esquema de corrupção em seu gabinete, à época que foi deputado estadual no Rio de Janeiro.
Veja também:  Brigitte Macron agradece, em português, por apoio de brasileiras
“Segundo os procuradores, o esquema, operado pelo assessor Fabrício Queiroz, seria similar a outros escândalos em que deputados estaduais foram acusados de empregar funcionários fantasmas e recolher parte do salário como contrapartida”, diz um dos trechos da reportagem.

Preocupação

De acordo com os diálogos revelados pelo The Intercept, Dallagnol disse que Flávio Bolsonaro “certamente” seria implicado no esquema. O procurador, contudo, demonstrou uma preocupação: ele temia que Sérgio Moro não prosseguisse com as investigações por pressões políticas de Jair Bolsonaro e pelo desejo do juiz e futuro ministro da Justiça de ser indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF).
“Até hoje, como presumia Dallagnol, não há indícios de que Moro, que na época das conversas já havia deixado a 13ª Vara Federal de Curitiba e aceitado o convite de Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça, tenha tomado qualquer medida para investigar o esquema de funcionários fantasmas que Flávio é acusado de manter e suas ligações com poderosas milícias do Rio de Janeiro”, destaca a reportagem.

Alegrias: Apesar de tudo, como é bom contar os dias para calcular a Matemática da vida...

 213 neles. Aproveitem que está acabando! Por Madalena França.