quarta-feira, 30 de novembro de 2016

LINDBERGH: SENADO TEVE SEU DIA DA VERGONHA


DIA DA VERGONHA: SENADO RASGA O VOTO POPULAR E TENTA APROVAR PEC 55 ENQUANTO O POVO APANHA NAS RUAS
Por Lindbergh Farias, em seu Facebook
Hoje é um dia vergonhoso para o Senado Federal.
Ainda veremos muitos, que hoje cerram fileiras ao lado de Temer, arrependidos por empurrarem o Brasil de volta ao mapa da fome, ao desemprego recorde.
O que está acontecendo aqui é a continuidade do golpe das elites: a PEC expulsa os pobres do orçamento para garantir os lucros dos rentistas.
E tudo isso com as galerias fechadas, em uma atitude completamente autoritária, e em meio a uma profunda crise política provocada pelos escândalos de Temer e seus asseclas, envolvidos até o pescoço em denúncias de corrupção.
Lindbergh Farias condena PEC 55
 

Avanço :TRE escolhe relatora para processo de cassação do Prefeito Chaparral


Do Blog a Voz de Orobó

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco escolheu hoje 30 de Novembro de 2016 a desembargadora que será a relatora do processo de cassação do Prefeito CLEBER JOSÉ DE AGUIAR DA SILVA, conhecido por Cleber Chaparral - PSD, a magistrada escolhida se chama ERIKA DE BARROS LIMA FERRAZ de 42 anos é filha do Juiz Eriberto de Barros que atualmente está lotado em Caruaru.

Erika Ferraz antes de ingressar no TRE atuou como advogada nas áreas cível, empresarial e da família, nunca atuou em processos eleitorais como advogada nem participou de campanhas políticas, em entrevista concedida em sua posse no TRE a magistrada afirmou que os membros do TRE devem ser imparciais e não podem ter relação política com ninguém.

A senhora tem uma forte atuação nas áreas empresarial, cível e de família. Estranhou ter sido escolhida para ser desembargadora eleitoral?

Foi, sim, uma surpresa. Não pensava nisso, não esperava. Sempre gostei do processo eleitoral, mas como um telespectador. Quando apareceu esta oportunidade, essa ideia foi bem-vinda. O ideal é que os juízes que estão no processo eleitoral indicados pela vaga dos advogados não atuem como advogados na área eleitoral. Há indiscutivelmente, nestes casos, o conflito de interesses. Mas, quanto menos participação política, as decisões são mais imparciais, você não tem preferência, vai pelo direito e vai buscar fazer o melhor. Eu nunca me envolvi efetivamente com política. Penso que são exatamente essas pessoas que precisam estar nos tribunais, garantindo essa imparcialidade nos julgamentos. Você chega e não tem vínculo com ninguém.

Que mensagem a senhora deixa para a sociedade pernambucana?

Eu vou fazer o melhor possível no TRE, tenho uma responsabilidade muito grande. Eu represento uma classe de advogados e, agora, as mulheres. Vou procurar trabalhar muito, com responsabilidade, avaliando, dentro do que me for colocado, a melhor alternativa, que atenda melhor os preceitos da Justiça, o direito, a cidadania e a participação popular. Pretendo ter clareza nas minhas decisões, motivá-las e fazer jus a função que estou assumindo, com muita seriedade.

A magistrada tem agora a missão de decidir o futuro de Orobó, é ela quem analisará o recurso apresentado pelo prefeito cassado Cleber Chaparral e decidirá se mantém a condenação de primeiro grau ou absolve o prefeito, caso a Doutora Erika rejeite os argumentos apresentados pelo prefeito e manter sua cassação a decisão será efetivada e novas eleições serão convocadas.

Embora não haja prazo para julgamento, por ser tratar de ações eleitorais tais recursos não demoram para ser julgados.

COQUETEL DENTRO E PANCADARIA FORA


247 - Viralizou nas redes sociais nesta terça-feira 29 uma foto mostrando parlamentares participando de um coquetel dentro do Congresso Nacional, enquanto a polícia reprimia manifestantes do lado de fora.
Estudantes e integrantes de movimentos sociais protestavam contra a PEC 55, que limita teto dos gastos, aprovada em primeiro turno no Senado na noite de ontem. O principal comentário sobre a foto, cujo crédito foi atribuído a Gisele Arthur, é o de que ela representa o retrato do Brasil.
Confira o cenário de guerra após o protesto e a repressão da PM:
Cenário de guerra após protesto reprimido bom bombas em Brasília.mp4
 

TEMER E MEIRELLES DERRUBAM TUDO: AGRICULTURA, INDÚSTRIA E COMÉRCIO


247 – Os dados do PIB do terceiro trimestre deste ano confirmam que a dupla Michel Temer e Henrique Meirelles, que prometia resgatar a confiança, aprofundou a recessão. Os dois também conseguiram a proeza de derrubar todos os setores da economia: agropecuária (-1,4%), indústria (-1,3%) e serviços (-0,6%).
Com isso, o PIB do trimestre caiu 0,8% em relação ao segundo trimestre do ano. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, a contração foi ainda maior, de 2,9%, a décima seguida, o que comprova o altíssimo custo do golpe para a sociedade brasileira.
Em 2015, a economia brasileira caiu 5%, quando a aliança PMDB-PSDB colocou em marcha a política do "quanto pior, melhor" para tomar o poder. Neste ano, a recessão será de 3,5%, já com Temer e Meirelles no comando, e 2017 também deve ser um ano perdido.
Leia abaixo matéria da Reuters:

Economia brasileira encolhe 0,8% no 3º tri, diz IBGE, 7ª queda seguida 
RIO DE JANEIRO/ SÃO PAULO (Reuters) - O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil encolheu 0,8 por cento no terceiro trimestre deste ano sobre os três meses anteriores, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, marcando o sétimo trimestre seguido de contração.
Sobre o terceiro trimestre de 2015, o PIB despencou 2,9 por cento.
Pesquisa da Reuters apontava que a economia teria queda de 0,8 por cento entre julho e setembro na comparação com o trimestre anterior e de 3,2 por cento sobre o terceiro trimestre de 2015.
(Por Rodrigo Viga Gaier e Patrícia Duarte)

Brasil tem PEC Orobó tem contas vazias...

Final de Tarde do dia 30 de Novembro de 2016, e as contas dos servidores de Orobó continuam vazias.

Resultado de imagem para Imagem de onde está o dinheiro?

Depois de tantas péssimas novidades desse Brasil sem rumo. Orobó seria o buraco negro do fim do mundo?
Brasil tem PEC Mata pobre.Orobó tem contas vazias. 
Há anos sem segurança, a mais de três meses sem banco. Uma prefeitura ocupada por um agente Público Cassado, uma tentativa de diplomação por liminar, nenhuma perspectiva de coisas boas.
Enquanto os últimos dois gestores costumeiramente antecipavam o décimo terceiro para o dia 29 de novembro, o coitadinho dito injustiçado e perseguido, não liberou o nosso pagamento do mês de Novembro até agora. 
As noticias dependem de quem analisam, podem ser boas ou péssimas. A última que eu ainda não posso contar é que: Uma foi pouca, duas foi boa e três é bom demais! O trem descarrilhou e não há  nada que se faça para segurar o freio. É coisa de arrepiar  careca! 
E ai eu pergunto: Que culpa temos Nós?
Consciente da minha participação social efetiva, eu não posso culpar a mim mesma, mas também não resolve dizer bem feito!. Por que na tentativa de salvar o mundo eu também me perco, e não me alegro ao vê cada dia mais, o barco afundando e o sofrimento maior recai sobre o pobre e o trabalhador.
Preparem o coração , porque como diria o colega blogueiro Feliciano, vem bomba pra todo lado! Mas isso não é motivo de alegria porque os estilhaços das vidraças, os tijolos das muralhas, não há como desabar sem recair sobre nós, principalmente os servidores públicos, de onde se desviam o curso dos rios e as águas perdem a sua direção final, onde a foz, são as nossas contas vazias.


Por Madalena França.

SENADO APROVA PEC DOS GASTOS EM 1º TURNO


Por Lisandra Paraguassu
BRASÍLIA (Reuters) - O Senado aprovou no início da madrugada desta quarta-feira em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos por 20 anos, com 61 votos a favor do texto-base da proposta e apenas 14 contrários, dentro da margem elástica que o governo projetava. Os senadores também rejeitaram todos os destaques que poderiam alterar o texto já aprovado pela Câmara dos Deputados e concluíram os trabalhos iniciados ainda na terça, dia marcado por protestos contra a medida que levaram a confronto entre manifestantes e a polícia e à depredação de vários prédios na Esplanada dos Ministérios, além da vandalização de carros que estavam próximos ao local.
Considerada crucial pelo governo do presidente Michel Temer para reverter a trajetória de deterioração das contas públicas, a PEC foi chancelada em dois turnos na Câmara e precisa passar por trâmite semelhante no Senado, com o aval de pelo menos 49 dos 81 senadores. A votação em segundo turno no Senado deve ocorrer entre os dias 12 e 13 de dezembro e a promulgação, no dia 15, véspera do recesso parlamentar.
Apesar da tranquilidade da vitória do governo, o dia foi tenso no Senado, com as violentas manifestações do lado de fora do Congresso. Já no início da tarde, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), proibiu a entrada de representantes de manifestantes nas galerias do Senado, e foi cobrado pela oposição. No entanto, três manifestantes romperam o cerco, ocuparam a parte reservada à imprensa para protestar contra a PEC e foram retirados à força pela segurança. O fato foi usado por Renan para justificar a proibição.
"Eu me dirigi ao plenário pensando em abrir as galerias. Mas a Glaucia (Morelli, uma das manifestantes) abriu um precedente terrível e tentou influenciar a votação, o que não pode acontecer", justificou Renan. Apesar do debate ter se encerrado na última quinta-feira, mais de 30 senadores se inscreveram para encaminhar a votação - a grande maioria da oposição e contrária à PEC.
"Estamos transformando o Senado no coveiro do futuro do Brasil. Esse é um ajuste capenga. É um ajuste que se faz apenas em cima dos gastos públicos, escolhendo os mais pobres para pagar", disse o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). 
Humberto Costa condena PEC 55
 
Incomodado com as críticas, o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR) pediu a palavra para defender a PEC.
"Será que alguém acredita que se não limitarmos os gastos vamos ter investimentos no futuro? É isso que queremos?", disse. "Estamos analisando uma emenda para 20 anos, mas o processo não é imutável. A PEC pode ser revista em 10 anos", acrescentou.
CRESCIMENTO LIMITADO À INFLAÇÃO

A PEC limita o crescimento dos gastos à inflação do ano anterior. A exceção é 2017, quando essa expansão será de no máximo 7,2 por cento para as despesas primárias de cada um dos Poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário.
As despesas com educação e saúde terão a inflação como piso mínimo de crescimento. Para que subam mais, contudo, outras despesas devem aumentar menos, de modo que o limite global obedeça ao teto.
Para o governo, a PEC é fundamental para a estabilização da dívida bruta, hoje acima de 70 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) e segue em trajetória ascendente diante dos sucessivos déficits fiscais.
Os que são contrários à proposta defendem que haverá compressão de gastos importantes, como educação e saúde.
A partir do 10º ano de vigência do também chamado Novo Regime Fiscal, o presidente da República poderá enviar projeto ao Congresso para alterar o índice de correção utilizado para disciplinar as despesas, sendo que será admitida apenas uma possibilidade de mudança por mandato presidencial. 
Apesar de defender a importância da PEC, o próprio governo reconhece que outras reformas deverão vir em seguida para promover o rearranjo das contas públicas.
Isso porque, mantidas as regras atuais, os gastos com Previdência tendem a subir acima da inflação. Com a instituição da PEC, portanto, a tendência é que as despesas previdenciárias pressionem outras áreas a crescer menos que a inflação para que, juntas, todas se enquadrem no novo regime.
O governo tem dito que pretende encaminhar em breve ao Congresso Nacional uma proposta de reforma da Previdência. 
(Reportagem adicional de Marcela Ayres)

Ministério do Planejamento divulga feriados e pontos facultativos de 2017…

 DIMAS SANTOS  

feriados-2017-1

O Ministério do Planejamento divulgou em portaria no Diário Oficial da União (DOU) os dias de feriados nacionais e os de ponto facultativo no exercício de 2017 para o Poder Executivo federal. As datas deverão ser observadas pelos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional, “preservada a prestação dos serviços considerados essenciais”. Ao todo, serão nove feriados nacionais e cinco pontos facultativos.
O Planejamento estabelece ainda que os dias de guarda dos credos e religiões não relacionados na portaria poderão ser compensados desde que previamente autorizado pela chefia do servidor. “Os feriados declarados em lei estadual ou municipal serão observados pelas repartições da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional, nas respectivas localidades”.
Veja a lista dos feriados e pontos facultativo em 2017:
– 1º de janeiro: Confraternização Universal – feriado nacional;
– 27 e 28 de fevereiro: Carnaval – pontos facultativos;
– 1º de março: Cinzas – ponto facultativo até 14 horas;
– 14 de abril: Paixão de Cristo – feriado nacional;
– 21 de abril: Tiradentes – feriado nacional;
– 1º de maio: Dia Mundial do Trabalho – feriado nacional;
– 15 de junho: Corpus Christi – ponto facultativo;
– 7 de setembro: Independência do Brasil – feriado nacional;
– 12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida – feriado nacional;
– 28 de outubro: Dia do Servidor Público – ponto facultativo;
– 2 de novembro: Finados – feriado nacional;
– 15 de novembro: Proclamação da República – feriado nacional;
– 25 de dezembro: Natal – feriado nacional.

Assaltante rouba tablet, roteador e celulares de loja no Centro de Surubim



Do Blog do agrste.

Mais um estabelecimento de móveis e eletros foi alvo de assalto no município de Surubim. Dessa vez o alvo foi a loja Ricardo Eletros, localizada na Avenida Agamenon Magalhães, no Centro. Segundo informações do gerente Antônio Nascimento Silva, 35 anos, por volta das 14h, um suspeito armado com revólver e utilizando capacete entrou na loja, anunciou o assalto e roubou 13 aparelhos celulares, 1 tablet e 1 roteador. As câmeras de monitoramento do local serão utilizadas para identificar o assaltante. A polícia realizou rondas na cidade, mas o suspeito não foi localizado. O prejuízo causado pelo roubo não foi informado pela gerência da loja. O caso será investigado pela delegacia de Surubim. (Imagem | Google Maps)

112 mil brasileiros não sabem que têm HIV

30/11/2016 14:49


Segundo dados do Ministério da Saúde, 827 mil pessoas estão com o vírus no Brasil
Por: Agência Brasil 
Dados divulgados nesta quarta-feira (30) pelo Ministério da Saúde revelam que 827 mil pessoas vivem com HIV/aids no Brasil. Dessas, cerca de 112 mil não sabem que estão infectados.
Do total de pessoas soropositivas identificadas no país, 372 mil ainda não estão em tratamento, apesar de 260 mil delas já saberem que estão infectadas.
Transmissão de mãe para filho
De acordo com o boletim, a taxa de detecção da aids em menores de 5 anos caiu 36% nos últimos seis anos, passando de 3,9 casos para cada 100 mil habitantes em 2010 para uma taxa de 2,5 casos em 2015.
A taxa em crianças nessa faixa etária é usada como indicador para monitoramento da transmissão vertical do HIV (transmissão de mãe para filho durante a gestação ou no momento do parto).
Epidemia estabilizada
Segundo a pasta, a epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção em torno de 19,1 casos para cada 100 mil habitantes. Ainda assim, o número representa cerca de 41,1 mil novos casos ao ano.
Queda na mortalidade
Os números mostram também uma queda de 42,3% na mortalidade provocada pelo HIV/aids no Brasil nos últimos 20 anos. A taxa caiu de 9,7 óbitos para cada 100 mil habitantes em 1995 para 5,6 óbitos em cada 100 mil habitantes em 2015.
Metas
A cobertura do diagnóstico de HIV/aids no país passou de 80% em 2012 para 87% em 2015, o equivalente a 715 mil pessoas. A meta é chegar a 90% até 2020.
Os maiores incrementos, de acordo com os dados, foram observados na meta relacionada ao tratamento, que passou de 44% em 2012 para 64% em 2015. O número representa 455 mil pessoas.
Na meta referente à redução da carga viral, o país passou de 75% em 2012 para 90% em 2015, o equivalente a 410 mil pessoas.

Deputado interpela o cantor Alcymar Monteiro por ataques em live

Madalena França Via Manuel Mariano O deputado federal Felipe Carreras (PSB) ingressou com uma interpelação judicial contra o cant...