sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ao que parece mesmo com a Vivo dando um passo atrás e decidindo que irá disponibilizar planos ilimitados para seus usuários, a guerra começada pela operadora não irá terminar tão cedo, já que isto poderá acarretar em um aumento nos preços deste tipo de serviço, fazendo com que seja necessário pagar ainda mais caro do que fazemos atualmente para utilizar algo que já está disponível há mais de uma década.
Caso você esteja se perguntando qual a posição da Anatel quanto a este iminente aumento no valor dos planos ilimitados, saiba que está procurando defesa no lugar errado. De acordo com o polêmico presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, João Rezende, obrigar as operadoras a oferecerem planos ilimitados como fez o Ministério das Comunicações fará apenas com que as companhias busquem outras formas de manter seu lucro, o que obviamente precisará ser repassado aos consumidores que não quiserem aderir aos planos franqueados.
Isto apenas demonstra mais uma vez que a Anatel não está tão preocupada com o impacto que este tipo de medida pode ter na vida dos usuários, principalmente aqueles que dependem da internet para estudar ou trabalhar, algo que vem se tornando cada vez mais comum no Brasil. Além disso, famílias com um número maior de pessoas usufruindo da mesma conexão irão romper o limite da franquia facilmente, sendo obrigadas a desembolsar uma verdadeira fortuna caso queiram utilizar sua internet sem este tipo de limitação.
Vale lembrar, contudo, que mesmo que a Anatel esteja mais interessada em proteger seus próprios interesses e de companhias parceiras, existem órgãos que estão lutando ao lado do consumidor contra este enorme retrocesso, como o caso da OAB, do Procon e de inúmeras petições online, o que significa que ainda estamos longe de ver um fim nesta guerra. Com tudo isso, não é estranho vermos muita gente pedindo a retirada do presidente da Anatel de seu cargo, já que ele tem sido o grande responsável por muito do que está acontecendo, chegando ao ponto de afirmar que as empresas educaram mal os usuários e que a culpa da imposição de limites é de quem joga online, algo já desmentido como vimos em um recente teste.
Até o momento, o que temos de concreto é que a Vivo resolveu adiar por tempo indeterminado a imposição de limites de franquia em seus planos atuais, porém deixou bem claro que isto está sendo feito "em caráter promocional", o que significa que a empresa ainda possui a intenção de aplicar a mudança no futuro, nos restando apenas aguardar para vermos como os órgãos que devem brigar ao lado do consumidor pelos seus direitos irão reagir quando isto de fato acontecer.

Sem comentários:

Internautas de Bom Jardim discutem no face: ninguém quer Miguel mas não. Quem não quer é tu Eu quero Miguel...

Janjão e Miguel dão sinais de unidade na política de Bom Jardim Os sinais de união política entre os pré-candidatos a prefeito d...