segunda-feira, 26 de outubro de 2015

743 foram eliminados do Enem, diz ministro

25/10/2015 20:33


Índice de abstenções foi o menor desde 2009, segundo o ministro Aloizio Mercadante

Ministro da Educação concedeu entrevista após o término da prova / Reprodução/Twitter/MEC

Por: Diário SP/Agência Brasil
portalweb@diariosp.com.br
Logo após o término do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (25), Aloizio Mercadante, ministro da Educação, concedeu entrevista coletiva para falar sobre a prova.
Leia mais:
Segundo as informações passadas, 743 foram eliminados do exame, ainda foram registrados três casos de postagem de fotos da prova tiradas no local. Mercadante comemorou a redução de ocorrências. "Foi um número muito pequeno. Foi um vitória de regras que estão se consolidando", disse.
Segundo Mercadante, o número pode aumentar, caso outras irregularidades sejam encontradas.
"Tivemos um excelente exame, apesar do tamanho extraordinário que tem o Enem", afirmou. "Tivemos todas as premissas que asseguram que os candidatos possam fazer a sua prova em condições adequadas”.
Abstenções/ Neste ano, o exame registrou o menor índice de abstenção desde 2009: 25,5%. Na edição do ano passado, o índice foi 28,9%. "Temos conseguido reduzir as abstenções progressivamente", disse Mercadante.
O ministro reforçou que os estudantes que conseguiram isenção da taxa de inscrição este ano, mas não justificaram ausência na prova só farão o Enem em 2016 mediante pagamento.

Sem comentários:

A Hipocrisia fede...

por Madalena França