quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Falta Respeito e sobram Ações Antiéticas em Alguns Comunicadores da Nossa Querida Orobó.

       


 Capa
         O respeito aos Direitos Humanos, a livre manifestação de pensamento e expressão, são carantias de todo Cidadão expressas  na Carta mágna do País.  Desde Criança, aprendi com meus melhores professores, meus pais, que devemos respeitar o que o outro fala ou escreve, desde que essa liberdade de expressão, não venha ferir a moral do ser hunano.
         Não sei se por inveja, ou com o simples propósito de APARECER, ou criar IBOP a partir  da minha posição como cidadã, pagante dos meus impostos, compromissada com o que digo e o que falo, um velho companheiro de comunicação, para o qual, já escrevi muitas matérias  e ele as publicavam em seu blog com muita alegria, e me mostrava o IBOP alcançado com entusiasmo. Fazia-me muitos elegios, às vezes, até mais que os merecidos. Hoje quiz me ridicularizar perante a sociedade, em matéria de seu blog. Pelo que eu entendo de ètica Profissional, cada um blogueiro, deve respeitar as particularidades do outro, sem ofender nem diminuir o companheiro de profissão. Hoje li uma Matéria do Blogueiro Edinho Soares, que me deixou extremamente surpresa e profundamente ofendida.        Em tempo algum, eu critiquei o que ele faz em seu blog. Se é politicagem ou não, se suas postagens são verídicas ou não, se ele saiu da verdadeira função de um blogueiro que é relatar fatos, seja de seu agrado pessoal ou não. Tudo isso é problema dele e não meu. Há leitores que apreciam, outros que repudiam. Cada um, tem a opinião que quer ter, e é de legítimo direito. O que jamais um comunicador deve fazer, é ofender um colega de profissão, por mais que ele queira defender um superior seu. O fato de elogiar alguém ,não justifica desqualificar outra pessoa para isso. No mundo da comunicação e do trabalho ,isso se chama `falta de ética.
Vejam amigos leitores o que postou Edinho Soares Em seu Blog referindo-se a minha pessoa:
"Fiquei assustado só com uma coisa, onde o prefeito Chaparral em suas palavras falou que tinha conversado com os dirigentes do SINTEP estadual, e os mesmos falaram que são contra as coisas que o vem pregando o núcleo do SINTEP de Orobó, isso muito me assusta, ter um órgão de classe que não tem o apoio da entidade maior, deve ser por isso o pequeno número de professores presentes na plateia, apenas 4 profissionais: Regina Interaminense, Nicéia França, Lúcia de Fátima Aguiar e minha amiga Madalena França."
Esposto o que ele escreveu, sinto-me no direito de resposta. Jamais Edinho, postei em meu blog coisa dessa natureza. Você ai, deixa claro que eu sou antisocial e que os professores não se filiam ao sindicato, porque eu não Comungo das ideias do SINTEPE Estadual. Isso quem disse foi o Gestor municipal. Ninguém ouviu pois neuhum dos três membros do Núcleo foi convidado a esse "acerto de contas"ente Fernando Melo e o prefeito.
Eu prefiro acreditar, que Fernando ao receber meu e-meio comunicando que fui praticamente espulsa do Núcleo, por perseguição política, ele tenha vindo conversar sobre o assunto, uma vez que o núcleo não pode ficar sem ninguém. O que foi dito pelo seu patrão, acredita-se tanto, quanto nas suas promessas de campanha: que ia pagar salário mínimo a todos, que ia empregar metade de Orobó, que não ia empregar ninguém de sua família e que ia pagar todos os direitos dos funcionários. Debulhar inverdades é o que mais ele sabe fazer. Isso Não é novidade! Ele falou em 15 minutos, anedotas que um vendor de cordel ambulante não fala durante o ano todo. O povo Não é bobo. Mas devo explicar, aos meus leitores que as Escolas da Cidade onde tem mais professores efetivos, receberam um comunicado que quem fosse para reunião teria um dia de trabalho descontado. Niceia chegou quase no final, pois foi dar aulas primeiro. Porque você também não registra essa verdade em seu blog, que seu patrão é um perseguidor? 
Digo patrão, porque ele lhe paga para você fazer a boa propaganda sobre ele. Você teria um Gestor Municipal, se você estivesse cumprindo seu concurso de Auxiliar de Serviços Gerais. É um Trabalho muito nobre. Pois todo trabalho  dignifica o homem, quando ele recebe o dinheiro com o suor de seu rosto. Quando ele é pago apenas para bajular, esse trabalhinho tem outro nome, que eu prefiro não dizer por respeito aos meus leitores. Quando eu escrevia belos textos para o seu blog, eu era uma pessoa especial, como hoje eu tenho o meu prróprio blog ,eu sou tão insignificante para você,a ponto de enventar que os professores não foram a reunião  por eu ser um entrave para eles. Será mesmo que eu fui lá, ofender os professores ou lutar por eles como sempre fiz?
Os professores não foram, uns por mera corvardia de tremer diante do ditador, e outros por estarem trabalhando sobre pressão e terem alguns parentes empregados para não prejudicá-lo. Essa è a Verdade. Orobó está de volta aos tempos da Ditadura!Você para ser justo devia também  Publicar isso em seu blog e não apenas elogios e qualidades que só você consegue enxergar no seu PATRÃO.
Por Madalena França.

Um dos Homens que mais Admiro no País Como Eu Também ,está decepcionado.

Barbosa: é uma tarde triste para o Supremo

Publicado por Gilberto Prazeres, em 27.02.2014 às 14:20

Presidente do Supremo lamenta resultado (Foto: Divulgação)
Agência Brasil – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, criticou a absolvição dos condenados na AP 470, o julgamento do mensalão. “Esta é uma tarde triste para o Supremo Tribunal Federal, porque, com argumentos pífios, foi reformada, foi jogada por terra, extirpada do mundo jurídico, uma decisão plenária sólida, extermamente bem fundamentada, que foi aquela tomada por este plenário no segundo semestre de 2012”, afirmou.
No início da tarde, por 6 votos a 5, o Supremo absolveu oito condenados por formação de quadrilha. De acordo com o entendimento da maioria, os réus ligados aos núcleos financeiro e político não formaram uma quadrilha para cometer crimes. Os votos pela absolvição foram proferidos pelos ministros Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Rosa Weber. Pela condenação, votaram Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Joaquim Barbosa.
Segundo o presidente do Tribunal, a atuação dos condenados em uma quadrilha ficou comprovada, porque a “estrutura delituosa estava em funcionamento” durante o período em que os crimes correram. A estrutura, segundo ele, era operada pelas empresas do publicitário Marcos Valério e pelos condenados ligados ao PT, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. “Como não dizer que toda essa trama não constitui quadrilha? Se não fosse a delação feita por um dos corrompidos [ex-deputado Roberto Jefferson] , muitos outros delitos continuariam a ser praticados”, disse.
Com a decisão da maioria dos ministros, as penas atuais ficam mantidas porque as condenações por formação de quadrilha não foram confirmadas. Os réus aguardavam o julgamento dos recursos. O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu vai continuar com pena de sete anos e onze meses de prisão em regime semiaberto; o ex-deputado José Genoino, com quatro anos e oito meses, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, seis anos e oito meses.
O publicitário Marcos Valério foi condenado a 40 anos. Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, ex-sócios dele, cumprem mais de 25 anos em regime fechado. Todos estão presos desde novembro do ano passado, devido às penas para as quais não cabem mais recursos, como peculato, corrupção, evasão de divisas.
A sessão de hoje foi iniciada com o voto do ministro Teori Zavascki, que também absolveu os oito réus. Com o voto do ministro, o placar a favor do provimento dos embargos ficou em 5 a 1. Zavascki argumentou que as penas no crime de quadrilha foi “exacerbada” e sem a devida fundamentação jurídica.
O placar favorável aos condenados foi formado com o voto da ministra Rosa Weber, que reafirmou a posição na definição das penas, em 2012. A ministra reiterou que as provas não demonstraram um vínculo associativo entre os condenados de forma estável, fato de caracteriza uma quadrilha. Segundo ela, é necessário que a união dos integrantes seja feita especificamente para a prática de crimes. “Continuo convencida de que não se configurou o crime de quadrilha”, disse a ministra.
Em seguida, Gilmar Mendes acompanhou Luiz Fux e defendeu a condenação dos acusados. Marco Aurélio acatou em parte os embargos. O ministro considerou que houve o crime de quadrilha, pois “houve permanência e estabilidade na prática, e houve acima de tudo entrosamento” na prática criminosa. Mas, em seu voto, ele discordou da dosimetria da pena dada aos condenados. O ministro votou pela diminuição da pena, conforme votou nos embargos de declaração.
Antes de finalizar o voto, Marco Aurélio fez críticas ao novo entendimento firmado pelo Tribunal. “A maioria está formada. O Supremo de ontem assentou a condenação, e o fez por 6 a 4, e o de hoje muda a lógica e, com a devida vênia, inverte este placar”, disse.
Para o ministro, o resultado dos embargos, não levou em consideração as provas do julgamento. “O nosso pronunciamento se fez a partir da prova. E da prova, a meu ver, contundente, quanto à existência, não de uma simples coautoria, mas quanto à existência do crime previsto no artigo 288 do Código Penal.”
Em seguida, Celso de Mello votou contra os embargos e salientou que a decisão do STF de condenar pelo crime foi “corretíssima”. O ministro lembrou que o crime dispensa, “como diz a jurisprudência, o exame aprofundado do grau de participação de cada um”. E que o vínculo da quadrilha ficou demonstrado por ter se projetado entre 2002 e 2005. “O reconhecimento desse cenário põe em evidência, de forma clara, a ofensa que esses condenados cometeram contra a paz pública”, observou.
O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma agora à tarde o julgamento para analisar os recursos de três condenados por lavagem de dinheiro, entre eles o ex-deputado João Paulo Cunha.

Bloco Todo Tempo Excluído da Programação Oficial da Prefeitura de Orobó por Perseguição Política!

Foto: CONTO COM A PRESENÇA DE TODOS VOCÊS MEUS AMIGOS!!! Este é o quarto Ano que o vereador e amigo do povo Oroboense Lúcio Ramos, ajuda a botar o Bloco Todo Tempo na rua. O bloco não é apenas Lúcio Ramos, digníssimo vereador da oposisão. Homem de coragem e voz ativa, para defender o povo. Carnaval é cultura e blocos são misturas de amigos de todas as cores, de todas as raças e de todos os partidos políticos. Se for para rejeitar partidos em carnaval, o Chapafolia terá poucos participantes, porque a popularidade do patrocinador, despencou como rolo compressor, ladeira a baixo.
A verdade amigo leitor, é que os blocos de Orobó são carentes de Recursos. Segundo falou a Vereadora Conceição gasta-se de quatro a cinco mil, para sair com um bloco decente. Todos os blocos de Orobó foram ajudados pela Secretaria de Cultura, sob o comando da Prefeitura Municipal. Somente o Todo Tempo por ter ajuda de Lúcio Ramos foi Excluído de receber patrocínio e quem nele brincar se for empregado da prefeitura será penalizado. Ontem Ouvi na Câmara Lúcio colocar perante o Prefeito esse fato e ele teve a coragem de dizer que Lúcio pediu para não ter o bloco incluso na programação oficial. Muito corajoso e autêntico respondeu com educação VOSSA EXCELÊNCIA NÃO PROVA ISSO PORQUE É UMA INVERDADE!
Ainda alguns defendem, a idéia de que há Democracia e igualdade em Orobó! Estou angustiada de ver Nosso Orobó retroceder a Era do Absolutismo Real, onde um governo costitucionalmente eleito sente-se sentado no trono de Um Rei. Ou acha que sua dinastia lhe levará a um grande Império, Chamado Arrogância, e que todos  beijarão os pés da realeza até a morte.
Orobó pode ser um povo temeroso a rebeliões, mas possuem gente extremamente preparada para dar troco certo, em moedas de ouro no momento oportuno.

Vai curtindo bem teu trono, pois a cada dia é mais um GRAÇAS A DEUS da Maioria dos oroboenses.Tudo Passa E a Hora do Nosso Grito de Liberdade Chegará.
Por Madalena França.

VEJA NA ÍNTEGRA DISCURSO DA PROFESSORA MADALENA FRANÇA , NA REUNIÃO DA CÂMARA 26/02/2008



Digníssimos Senhores vereadores, Colegas professores, demais autoridades, ouvintes da 105.9 e a todos os presentes. Boa noite.

Sinto enorme tristeza em ter que vir a esta casa, apelar para que direitos garantidos constitucionalmente, sejam cumpridos na nossa querida Orobó.
O projeto de Lei que vos foi entregue semana passada, fere a constituição brasileira, visto que desrespeita a lei 11.738/2008 . NÂO EXISTE MEIA LEI. A LEI TEM QUE SER VOTADA INTEGRALMENTE .  Julgada em última instância e publicada no Diário oficial do Supremo Tribunal  Federal, em 24 de agosto de 2011. A mesma torna constitucional o percentual 33% para aulas atividades, a posição de que Piso não é teto, e que a remuneração dos professores devem seguir o piso salarial nacional, com as vantagens pecuniárias a que cada um em particular, tiver direito, com base no plano de cargos e carreiras e remuneração do Município.
A lei 928, que trata do PCC DE NÓS PROFESSORES OROBOENSES, EM SEU ARTIGO NONO E DÉCIMO, PRECISAMENTE NO & 4º assegura acréscimo de 4% no salário base concedido automaticamente após o Estágio probatório. Isso está sendo descumprido pelo gestor Municipal.
Segundo a lei do piso, quem tem 150 hs aulas , é cumprida em 4 expedientes completos. No Ensino  Fundamental  I , damos cinco expedientes e recebemos por quatro. Quem tem 200 aulas com 33% de aulas atividades, tem sua carga horária de 26 aulas semanais. Como por questão lógica e humanitária , ninguém vai sair para dar uma aula em outra escola, recomenda-se que seja negociada esta aula com ensino religioso que é jornada, ou com projetos adicionais que dignifique o ensino e a Escola.
Há uma polêmica que 33% de Duzentos é igual a 66. 200-66=134, porém, se dividirmos 134 por cinco semanas que é o cálculo feito sobre aulas atividades desde sempre em todas as repartições, pois prevalece o maior número de meses com 31 dias, chegamos ao resultado de 26 aulas semanais. É justo um professor pagar transporte,  gastar tempo para dar uma aula em outra escola? A citação  da lei 11.738, diz que é no mínimo 33% e não no máximo. Essa aula todo professor paga muito mais, nos dias de projetos extras, nas festas da escola, nas conclusões que muitas vezes passamos dias trabalhando madrugada p/ apresentar um bom desfile, um bom projeto e ninguém nunca nos pagou uma hora extra por isso.
Não temos Estatuto próprio. Seguimos o Estado. Ele já aderiu ao regime. Os municípios vizinhos de casinhas, umbuzeiro , Limoeiro, carpina tbm, já aderiram. Por que Orobó é diferente? Nós não seguimos o Estatuto do Estado? Porque somos discriminados dos benefícios concedidos por ele.
Infelizmente a perseguição política em Orobó, chegou ao Cúmulo da Vergonha Nacional. Muitos professores queriam está aqui, mais estão trêmulos em casa com medo de represália. Nossa classe é muito desunida e medrosa. Digo, Antes de Bons políticos, o Brasil está precisando mesmo é de bons cidadãos. Eleitores conscientes de seus deveres. Mas, que tenha firmeza e coragem de exigir seus direitos.
No meu caso em particular, eu tenho na soma de minhas aulas 350 horas aulas. Isto equivale a aproximadamente 9 expedientes e ficam faltando no caso,a já dita famosa ,uma aula semanal. Eu estou dando 10 expedientes e eles estão me cobrando mais vinte aulas. Eu gostaria muito que esse MATEMÁTICO INTELIGENTE, ME MOSTRASSE COMO ELE FEZ ESSA CONTA.  Tirando 33% de 350. E dividindo por cinco Quanto Dá? Eu quero que esse Matemático me mostre. Se eu dever, eu pagarei, mas se não, eu quero receber. Por que meu tempo de Chaparral de graça, já passou faz muito tempo.
Peço aos senhores vereadores, que votem de acordo com suas consciências, mas lembrem-se que nenhuma lei Municipal, pode se sobrepor a Federal.
Agradeço a atenção de todos e muito obrigada!

Por: Madalena França

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Reunião da Câmara 26/02/2014. Direito de Resposta mais que um dever é uma obrigação do cidadão Consciente.




OBRIGADA LÚCIO, VOCÊ FOI O CARA!














As minhas primeiras palavras são de agradecimentos aos vereadores Manoel Mariano, Lúcio Ramos, Jairo e Conceição, pelo tremendo esforço que fizeram em ser meus porta- vozes antes que os microfones fossem abertos ao público, para que a mesa me concedesse a Palavra. Eles aceitavam me ouvir ,mas não que o público me ouvissem. Essa foi a verdade que camuflaram ao abrir os microfones para os rádios ouvintes, dizendo que a casa estava feliz em me receber. Após muitos apelos dos vereadores citados, permitiram que eu me pronunciasse.Como a gratidão é uma das maiores virtudes agradeço aos interessados em me ouvir, e até aqueles que me ouviram por respeito a vontade de seus pares. A todos, muito Obrigada.
Como eu não faço parte da casa, eu tive o direito de falar apenas uma vez, sem direito de resposta. Escutei paciente até quem meus ouvidos repudiaram, ao ouvir tantas inverdades!. Não entendo como alguém fala tantas inverdades e acredita convencer a população que está correto. Primeiro, o presidente da casa para minha surpresa, leu um Oficio do SINTEPE DE PE, comunicando que Fernando Melo e Martins haviam negociado com o Gestor e a Secretária, o Reajuste salarial, projeto votado hoje, e também  as aulas atividades. Parabéns! Grande Feito. Só não entendi como O SINTEPE Estadual não encontrou para ouvir essa negociação, nenhum dos três membros do Núcleo Municipal. A professora Madalena, a Professora ZEZA ou a Professora Helena. Todos nós, temos computadores para e-meios, telefones e Fernando sabe bem onde Moro, pois por várias vezes, enviou até seu pai, a minha casa , quando interessava. Estranho demais!. Como disse o vereador Lúcio Ramos, Chefe com Chefe, faz bons Negócios.
Outra inverdade, é que eu pedi para sair do SINTEPE! Gente, eu não não tive alternativa, pois o prefeito pediu minha volta ao primário depois de 28 anos de contribuição. Como tenho outro concurso, que horas eu poderia assumir o SINTEPE? De madrugada? outra inverdade do senhor prefeito, é que eu não represento a vontade do sintepe e sim, sou uma ditadora. Ele me persegue e a ditadora sou eu?. Esperamos que desta vez, já que ele negociou, ele cumpra com sua palavra e pague nossas aulas atividades. Não faça igual a outra vez que ele prometeu e não cumpriu NADA. Ele até sugeriu sua Mãe vereadora, para presidente do SINTEPE! Já tem a Esposa Secretária de Governo. Assim Fica Tudo em casa, onde come-se  farinha no mesmo saco.
 A senhora Secretária de Educação é outra que não é capaz de convencer nem nenê com sono. Ela disse que eu fui escolhida para representar Orobó na Conferência Estadual e que ela não aconteceu ainda. Menas a verdade! O meu Colega do Sintepe Luiz,de Jaboatão dos Guararapes Já foi até a Brasília, na Conferência Federal e de lá enviou foto para meu face.

Outra inverdade deslavada é que não há perseguição. Porque eu sou a Única professora de Orobó a estar na sala de aula, depois de 25 anos de aulas dadas? Isso é o que? Perseguição ou um presente especial para mim? Porque minha Filha foi a única das contratadas da Escola José Miguel, que não teve seu contrato renovado depois de ter um projeto reconhecido e aceito pela UPE? Isso foi o que? um presente de reconhecimento?

Quanto aos senhores vereadores terem votado a favor do projeto ,eu realmente não os culpo. Eles tem pouca informações nesta área com exceção de Conceição Arruda. O que entende o Agricultor e vereador José Jaca de Piso Salarial? Todos chegaram a um consenso que a lei era federal e precisava ser votada. Na realidade eles não atentaram alguns por inocência e outros por esperteza que a Lei 11.738/2008 é a mesma que regulariza o piso e as aulas atividades, e que já foi julgada pelo TSF, constitucional. Senhores vereadores uma lei tem vários artigos e incisos. O que vocês votaram foi apenas, o Artigo Primeiro da lei 11.783 que reza que todo primeiro de Janeiro, se reajusta o piso. O parágrafo 4º que trata das aulas atividades não foi falado. O prefeito mesmo não disse que havia negociado com o chefe do SINTEPE as aulas atividades? Como debateu-se que esse item ficaria paras próximas negociações, como se fossem coisas diferentes. Senhores vereadores Me perdoem: " ou vocês são inocentes de mais, ou precisam estudar muito para votarem as Leis".Não Existe Meia Lei. A lei tem que ser votada com garantias integrais. Mesmo assim, agradeço por terem me recebido. Aos vereadores amigos ,muito obrigada. Ao que adora me jogar indireta também muito obrigada!. Você devia ser, mais honesto e falar abertamente como eu falo. Se ser radical, é exigir meus direitos que está sendo lesado. Eu sou radicalista Sr. David. Você que nunca teve posição. Pois sua posição é sempre o Poder! Amanhã se esse prefeito perder as eleições no outro dia, você correrá atrás do que for eleito. Portando não se dirija a mim com ironia. Você precisa muito de umas aulas de Cidadania com a Professora Madalena França.

Quanto ao senhor prefeito e sua secretária de Educação. Parabéns pelo teatro! Não podemos negar, que foram excelentes atores em fazer o povo rir, de tão fantasiosa realidade!
 Aos Corajosos professores: Regina Interaminense, Niceia França, Lúcia de Fátima Aguiar. Meus sinceros Parabéns! O Brasil está Carente de Bons Políticos. Mas antes de Bons Políticos, Precisa-se de Bons Cidadãos. Cumpridores dos seus deveres e Conscientes de Seus Direitos. Aos meus Filhos, Vitor Gabriel e Fernanda França , Meu Caloroso abraço e meu orgulho, em perceber que não criei apenas filhos, mas companheiros de todas as horas e cidadãos do mundo. Não tenho riqueza, mas estou construindo para vocês um Castelo Valioso Chamado CIDADANIA!
Por Madalena França

Reforçando O convite Ao Professores Efetivos de Orobó Que querem Seus Direitos.

Comparecer Hoje em frente a Câmara, faltando de 20 a 10 minutos para as seis, quando começa a Reunião dos nossos representantes. Isto é para definirmos, como agir, se comportar diante dos fatos. Ocupar as cadeiras da Platéia em Silêncio e Manifestar-se apenas por Cartazes ou se formos convidados a falar.
Queremos uma Manifestação Passífica e Tranquila de acordo com Nosso direito e cumprimento dos valores éticos e Morais inerentes aos Educadores.

Mais Uma Irresponsável Condenada Por Mal Uso do Dinheiro Público.

Prefeita de Gameleira é condenada por improbidade

A juíza substituta da Vara Única de Gameleira, Danielle Christine Silva Melo Burichel, condenou a prefeita do Município, Yeda Augusta Santos de Oliveira (PDT), Por improbidade Administrativa. A prefeita contratou Servidores temporários Opaco Localidade: Não se submeteram um Concurso Público los detrimento EAo Que se submeteram e FORAM Aprovados. A Sentença proferida FOI Nesta quinta-feira (20), apenas Meses Cinco apos uma Ação Civil Pública ajuizada serviços Pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). AINDA cabe Recurso da decisão.
A prefeita FOI condenada a Perda da função pública e AO Pagamento de Multa civil, sem valor de cem Vezes de SUA Remuneração. Durante Tres Anos, a ré TERA OS SEUS DIREITOS Políticos Suspensos e Ficara Proibida de Contratar com o Poder Público e receber Benefícios UO Incentivos Fiscais UO creditícios, Direta UO indiretamente, AINDA POR Opaco Intermédio de Pessoa Jurídica da quali SEJA socia majoritária. according to uma Denúncia fazer MPPE, um chefe faz Executivo Municipal contratou Servidores um Título precário, POIs Localidade: Não se submeteram um Concurso Público, parágrafo desempenhar funções como referentes AOS cargas de merendeiro, auxiliar de Serviços Gerais e vigilante, EM detrimento DOS Aprovados nenhum certame promovido Pelo município e com Validade Ate O dia 14 de janeiro de 2014. Em SUA Defesa, a prefeita afirmou Opaco JÁ térios nomeado de Todos os Aprovados no concurso Dentro fazer number of vagas e Opaco Localidade: Não possuía o dolo de cometer ato de improbidade Administrativa. Afirmou, also, Que uma Lei de improbidade Administrativa Localidade: Não se enquadra AOS Agentes Políticos. Com Relação AO dolo causado Pela Ação da prefeita, a juíza escreveu: "Quanto AO dolo da gestora pública, ora ré, also se afigura manifesto, Opaco UMA Vez ELA laborou com Consciência e Vontade de Contratar SEUS apadrinhados los detrimento de dezenas de concursados ​​aguardavam ansiosamente Opaco SUA merecida nomeação ". Na decisão, a magistrada also confirmação a liminar, proferida Pela juíza titular, parágrafo determinar a nomeação e investidura Imediata de Mais de 120 Candidatos Aprovados nenhum Concurso Público Realizado não ANO DE 2009 de para o Cargo de Auxiliar de Serviços Gerais, ALÉM de OUTROS 39, parágrafo o carga de merendeiro e 85 de para o de carga de vigilante. AINDA FOI fixada Multa diaria de R $ 5 mil.

Blog Do Senhor Magno Martins, Publica Matéria do Com Deus a Verdade e Chama o Texto de Leitora Crítica.

Este Blog ,na pessoa da Professora Madalena França agradece Imensamente a Colaboração Do blog MAIS LIDO DA REGIÃO E AO SENHOR MÁGNO MARTINS PELA DIVULGAÇÃO DA MATÉRIA.
Meus sinceros agradecimentos. Muito Obrigada.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Leitora critica "abuso de poder" do prefeito de Orobó

“Caro Magno.
De acordo com o Dicionário Aurélio, abusar é o ato de usar em excesso. Aqui, no caso em relato, refere-se ao abuso de poder do chefe do Executivo Municipal de Orobó.
Ser cidadão consiste em usar os direitos civis e políticos, mas esses direitos não devem ultrapassar os limites da democracia. A palavra democracia significa ‘forma de governo na qual o povo exerce a soberania através do seu representante eleito pelo voto popular’. De acordo com esta afirmação, é o governante um funcionário do povo, uma vez que o povo é soberano.
Dito isto, surge a constatação de que o sujeito em questão é abusado! Está usando o poder que lhe foi dado para representar o povo às avessas. Ou seja, usando em excesso o poder para perseguir, humilhar e maltratar o povo, que tem o direito de não bater palmas para seus desmandos.
O povo lhe concedeu poder para melhorar as coisas que achava estarem erradas no município. Ninguém saiu de casa para votar neste homem com a intenção dele prejudicar trabalhadores efetivos de carreira, gritar com quem vai ao seu gabinete pedir ajuda, não usar de transparência com o dinheiro público, deixar os postos de saúde sem médicos e sem medicamentos, as comunidades sem um carro para emergências de saúde e, principalmente, atingir diretamente aqueles que foram seus eleitores ou que participaram ativamente trabalhando toda a campanha para que ele fosse vitorioso.

Este ser sente-se estar sentado na cadeira de uma realeza dos tempos imperiais, quando a palavra do rei era imutável e absoluta. Comparado a Luiz XIV, rei da famosa frase ‘A lei sou eu’, ele vive em tempos democráticos, a era do absolutismo real, em pleno século XXI.
Ele acha que pode burlar a Lei 928, que dispõe do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos profissionais da educação. Ao assistir a reunião da Câmara de Vereadores, na quarta feira passada, o presidente da Casa entregou um projeto de lei para apreciação das comissões e provável votação quarta-feira vindoura. O projeto é terminantemente inconstitucional, pois engloba apenas um parágrafo da lei que diz que todo primeiro de janeiro será reajustado o salário do professor mediante anúncio da Presidência da República, de acordo com o percentual aluno/ano.

Apelo aos senhores vereadores: Dr. Jorge, Dr. David, Severino Abreu, Dona Lia, Conceição Arruda, Zezé Jaca, Jairo, Manoel Mariano, Lúcio Ramos, Eduardo do Cimento e Júnior. Atenção para o que vocês irão votar. Não existe meia lei. A lei é cumprida ou não e cada cidadão responsabiliza-se pelos seus atos.

Estarei na próxima quarta feira na plateia para assistir de pé a justiça ser feita. Queremos reajuste salarial e reajuste das nossas aulas atividades de 33%, como manda a lei. Os vereadores são os representantes legítimos do povo e, por isso, devem votar os interesses e direitos do povo e não do gestor municipal.

A lei 11.738/2008 tornou-se irrevogável desde agosto de 2011, por ter percorrido até a última instância com ganho de causa para os professores.

Madalena França.”

Escrito por Magno Martins, às 11h30

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Desburocratizar a Educação em Orobó Seria o Caminho Para o Sucesso!

Orobó, Graças a Deus tem Excelentes profissionais, habilitados, competentes, eficientes,responsáveis e heróis na luta por uma Educação qualificada e competitiva no mundo Moderno em que todos os dias aprendemos um pouco com a vida, consigo mesmo, com as novas tecnologias e com o outro. O colega do lado, o aluno, bem informado, a escola vizinha , a experiência que deu certo etc.
Numa coisa. Orobó se destaca pelo lado negativo da história. Tudo aqui é muito burocrático. O PCCR do professor está no quinto ano sem por em prática muitos artigos e insisos , Não temos um Estatuto Próprio. Seguimos o Estado de PE naquilo que o estado ainda não evoluiu. Quando é uma notícia significativa é preciso se fazer, movimento, entrar na Justiça, encomodar vereadores, para ver se conseguimos o que nos é de direito. Tudo que é trabalhoso e castigante para o professor é adotado em Orobó. Na hora de receber um décimo quarto, um tablet , um aumento justo o cumprimento das leis ai o professor de Orobó é o Mártir da Educação regional. Hoje analisando o caderninho que me foi entregue, por sinal, muito limpo e organizado pela professora Vera, a quem mando os Parabéns, pude observar Várias vezes repetitivos roteiros: Oração, acolhida,correção do Para Casa, O mais engraçado a famosa frase "Colocar um pontinho na freguência do aluno". Olhei, ri, achei estranho, a Chamei. Vera porque você não fazia isso semanalmente? Todos sabem que se faz oração e chamada todos os dias. Tem mesmo que registrar tudo isso num caderno? Ela sorrindo me respondeu: Exigência do Programa Alfabetizar com Sucesso! Agora eu Pergunto: É preciso colocar duzentos dias letivos, que rezou e colocou um pontinho no aluno presente? Isso é sucesso ou perda de tempo? NUMA SALA EM QUE NÃO TEM LIVROS PARA OS ALUNOS ,QUE A PROFESSORA PRECISA ESTÁ PESQUISANDO EM VARIADOS LIVROS NA BIBLIOTECA OU INTERNET, ELA VAI PERDER TEMPO ESCREVENDO DUZENTAS VEZES, QUE REZOU E PÓS UM PONTINHO DE FREQUÊNCIA NO ALUNO PRESENTE? PACIÊNCIA! SE ISSO FOR SUCESSO EU SOU INTEIRAMENTE RETRÓGRADA!
Quero que meus alunos aprendam valores antes de letras e números, que eles aprendam a ler o mundo e não a repetir frases feitas. Que leiam e contem cada um do seu jeito o que leu, que aprendam com paródias poemas, música e alegria. Que apendam brincando com prazer e com finalidade significativa. Que eles saibam se preciso, ao sair da escola, vender o picolé e passar o troco direito. Prencher um cheque para comprar no supermercado, saibam tirar um dinheiro no banco e depositar também. Isso para mim é ensinar e aprender com prazer e com sucesso. O que essa Educação de Orobó Chama de Sucesso Eu chamo de uma grotesca forma de castigar seus professores, para que eles trabalhem tanto que não sobre tempo para formar cidadãos, e sim, reprodutores de frases, letras e números, sem significados, produzindo assim uma massa de ignorantes sujeitos aos caprichos e ao egoísmo do poder !
Por : Madalena França

Chegou a Hora da Verdade! É Amanhã às 18:00 horas , Concentração dos Professores que realmente querem seus Direitos!


SRs Vereadores
Votem Segundo a lei11.738/2008
Reajuste Salarial      
33% Para aulas atividades

Cancelamento dos camarotes oficiais ocorre um dia depois de o Direitos Urbanos pedir informações à PCR sobre “camarote vip”

08/02/2013 Credito : Nando Chiappetta/DP/D.A Press - Camarote da Camarote Prefeitura no Marco Zero. Na foto- Cristina Mello e Geraldo Julio
08/02/2013 foto: Nando Chiappetta/DP/D.A Press – Camarote da Camarote Prefeitura no Marco Zero. Na foto- Cristina Mello e Geraldo Julio
Coincidência ou não, o anúncio do cancelamento dos camarotes do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife acontece no dia seguinte ao pedido de informação feito pelo grupo Direitos Urbanos ao governo de Geraldo Júlio (PSB) sobre o “camarote vip” do Executivo municipal.
Na página criada no Facebook denominada “Tô pagano – Quero minha vaga no camarote vip do governo”, o Direitos Urbanos publicou justificou a mobilização:
“Já que o Governo de Eduardo Campos e a Prefeitura de Geraldo Júlio vão ocupar METADE DO POLO DO MARCO ZERO, o mais importante polo de carnaval do Recife, com um Camarote para convidados VIPs, com BEBIDA E COMIDA PAGAS PELOS NOSSOS IMPOSTOS, também quero minha vaga no Camarote VIP!
Afinal, TÔ PAGANO!!”.
Confira a seguir o protocolo do pedido de informação. Mais abaixo, o texto da asessoria do governo estadual sobre o cancelamento:
PROTOCOLADO O PEDIDO DE INFORMAÇÃO SOBRE O CAMAROTE VIP DA PREFEITURA
Recife, 24 de fevereiro de 2014.
Prezado Sr. João Braga
Secretário de Mobilidade e Controle Urbano
Prefeitura do Recife
NOME, integrante do grupo DIREITOS URBANOS, (qualificação), com base no artigo 5º, XXXIII da Constituição Federal e nos artigos 10, 11 e 12 da Lei nº 12.527/2011, Lei de Acesso à Informação, vem respeitosamente requerer as seguintes informações acerca dos CAMAROTE VIP da Prefeitura do Recife, situado no MARCO ZERO:
1) Quem está na lista de convidados e tem acesso ao Camarote VIP?
2) Qual é o critério para integrar essa lista?
3) Como deve proceder um cidadão que queira participar do Camarote para requerer sua credencial?
4) Qual é a área do Marco Zero utilizada pelo camarote?
7) Qual é o VALOR TOTAL DOS CUSTOS com o Camarote VIP durante todo o período em que funcionar, incluindo toda a sua infraestrutura?
8) Qual é o VALOR TOTAL DO INVESTIMENTO DA PREFEITURA DO RECIFE e se há outras fontes de incentivo e em que valor?
9) DESCRIÇÃO PORMENORIZADA de TODOS os gastos com o camarote, incluindo:
a) Valor global do Buffet;
b) Valor unitário e lista de itens (doces, salgados, refeição, etc.);
c) Valor global, lista e quantidade de bebidas servidas (whisky, cerveja, refrigerantes, água mineral, licores, etc);
d) Valor total e lista de serviços contratados (equipe de segurança privada ‘backstage’ e ‘front stage’, ‘hair stylist’, ‘make up’ como os ofertados no ano passado, por exemplo);
e) Valor total dos shows privativos para os convidados do camarote VIP;
f) Todos os demais gastos.
10) Houve licitação para essas contratações?
11) Quais as empresas contratadas para prestação dos serviços?
12) Qual é a ÁREA TOTAL do Marco Zero, chamada de “ÁREA VIP”, montada em frente ao palco, separada com grades do restante do público?
13) Quem está na lista de convidados e tem acesso à “ÁREA VIP”?
Requer resposta no prazo máximo de 20 (vinte) dias, contados do protocolo eletrônico deste requerimento. Para o recebimento da resposta, comunico o endereço eletrônico X.
Atenciosamente,
DIREITOS URBANOS | RECIFE
PS: QUASE TODAS AS CONTRIBUIÇÕES RECEBIDAS NO GRUPO FORAM INCORPORADAS. Algumas serão objeto de pedido de informação próprio, que será publicado depois. O pedido de informação junto ao Governo do Estado em relação ao CAMAROTE VIP DA TORRE MALAKOFF será protocolado separadamente.
——————————-X————————————–
Carnaval 2011 - Desfile do bloco Galo da Madrugada - Renata e Eduardo Campos (governador de Pernambuco) no camarote do Governo do Estado Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Carnaval 2011 – Desfile do bloco Galo da Madrugada – Renata e Eduardo Campos (governador de Pernambuco) no camarote do Governo do Estado
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Governo do Estado e Prefeitura do Recife
sem camarotes do Carnaval
 
Em reunião de monitoramento das ações de Carnaval, o governador Eduardo Campos e o prefeito Geraldo Julio decidiram cancelar os respectivos camarotes oficiais que seriam armados no desfile do Galo da Madrugada e também o do Armazém 12, no Marco Zero. Com a decisão, o espaço localizado no Bairro do Recife vai abrigar um Posto de Comando Integrado, reunindo a Secretaria da Defesa Social e a Guarda Municipal, enquanto os dois camarotes da avenida Dantas Barreto serão repassados à diretoria do Galo, que irá arcar com todos os custos de montagem e comercializar as entradas ao público.
 
“O Governo já havia desistido de montar o seu camarote da Torre Malakoff e hoje, após a decisão do prefeito Geraldo Julio de acabar com os camarotes, o governador Eduardo Campos decidiu cancelar também o seu espaço no Galo da Madrugada”, revelou o secretário estadual de Cultura, Marcelo Canuto. ”Da mesma forma que decidiu não investir recursos públicos na realização do Fifa Fan Fest, o prefeito optou por não oferecer os receptivos este ano”, informa o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Felipe Carreras.
 
O primeiro andar do Armazém 12 será transformado em um posto de observação da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e outros órgãos operativos. O objetivo da iniciativa é diminuir o tempo de resposta dos órgãos operativos em caso de ocorrências. “O Marco Zero concentra milhares de pessoas todas as noites da festa e é fundamental que a PM, os Bombeiros e todos os demais envolvidos na segurança disponham deste ponto de apoio”, explicou o secretário estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho. “No PCI, teremos homens com binóculos e refletores que vão iluminar a plateia em caso de qualquer tumulto, por exemplo”, explicou o secretário de Segurança Urbana da PCR, Murilo Cavalcanti. 
 

Irmã de Lívio Aguiar fez um depoimento verdadeiro e real sobre seu trabalho : Suzana Trata com respeito e orgulho o desempenho de seu mandato.

Reforço este depoimento com quem tem conhecimento dos fatos: Lívio é realmente um vereador muito atento à saúde e a assistência social. ...