segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Presidente da Casa Legislativa de Orobó reconhece a altivez, dedicação, afinco e zelo, com que o vereador Lívio Aguiar desempenha seu mandato em plol da melhoria de seus munícipes e o parabeniza pela passagem do seu aniversário.

O VEREADOR LÍVIO AGUIAR, QUE ONTEM COMPLETOU IDADE NOVA, RECEBE AS NOSSAS HOMENAGENS.

A Câmara Municipal de Orobó, na pessoa de sua presidente e demais Vereadores e Funcionários, sente-se imensamente feliz em cumprimentar e felicitar o grande Amigo e nobre Vereador Lívio Aguiar, pelo transcurso de mais um aniversário natalício,que ocorreu ontem, dia 22 de outubro.
O Vereador Lívio Aguiar, no exercício de sua função parlamentar, vem desempenhando com altivez, dedicação, afinco e zelo, a confiança que o povo oroboense lhe depositou, ao elegê-lo Vereador do nosso Município, pela primeira vez.
Sempre atuante e presente às Sessões, o Vereador Lívio se destaca pela apresentação de propostas em benefício do povo e pela atuação firme, em defesa do desenvolvimento do nosso Município.
Por isso, elevamos a Deus nosso pensamento e nossas orações, e rogamos ao Criador do Universo que o abençoe, o ilumine, o proteja e lhe conceda muitos anos de vida, com saúde e novas conquistas.
Parabéns, Vereador Lívio! Que Deus seja louvado por tudo e, em especial, pelo dom de tua existência!
Felicidades, hoje e sempre. Receba o nosso fraternal abraço.

Grande clamor Pernambucano OPINIÃO: Dinheiro é importante, mas o que queremos e desejamos é paz



O secretário Márcio Stefanni (Planejamento e Gestão) estará hoje na Assembleia Legislativa para debater com os parlamentares a Lei Orçamentária Anual de 2018. O Governo do Estado está destinando R$ 3,6 bilhões para o combate à violência em Pernambuco no próximo ano, volume somente inferior ao que será aplicado nas áreas de educação e saúde. Trata-se de um percentual de recursos que nenhum outro governo destinou, motivo pelo qual a população espera que haja uma redução nos índices de criminalidade no próximo ano, especialmente no que toca aos homicídios, semelhante à que houve nos bons tempos do "Pacto pela vida".

O governo tem informado aos pernambucanos por meio de sua propaganda institucional que já realizou dois concursos para as duas Polícias (Civil e Militar) e que comprou mais de mil novas viaturas para a Secretaria de Defesa Social. Tudo verdade. Mas esse é o tipo de informação que a população consome com um pé atrás. Ao morador de Petrolina, de Caruaru ou do Recife, por exemplo, o que interessa saber é se o número de homicídios está caindo, independente do número de novos policiais colocados nas ruas. Ou seja, o que a população deseja é paz.
Fonte:Da FOLHA DE PE (Inaldo Sampaio)

Joanna Maranhão relembra a Marina da aliança feita por ela com o PSDB de Aécio



A nadadora pernambucana Joanna maranhão usou sua conta no Twitter para ironizar a postura da ex-senadora Marina Silva (Rede) que condenou, também no Twitter, o que chamou de aliança do “PT, PMDB, PSDB e DEM, que nunca se juntaram para defender saúde, educação e segurança” mas que “agora estão unidos para evitar a punição dos crimes que cometeram”.

Ao comentar a postagem, Joanna destacou: “Nossa senhora da sororidade que me perdoe mas a sra acha que a gente esqueceu sua aliança com Aécio e PSDB em 2014? Ah pfv!”, escreveu a nadadora na rede social.

Fonte: Portal 247

Após falecimento do pai Manu Lapa agradece solidariedade mas também diz: "Foram dois meses incessantes de ataques."


Durante o período o qual a vereadora Manu Lapa acompanhou seu pai, sofreu ataques a sua conduta política através de certa mídia. A parlamentar ainda explicou de o porque não ter comparecido a audiência pública da saúde.


Temer está 'vendendo' até a cabeça dos brasileiros para se manter no poder






Na próxima quarta-feira (25) o Congresso Nacional deve votar a segunda denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer. Não passa pela cabeça de ninguém que o presidente da República seja inocente, mas isso nunca impediu ninguém de continuar no poder.

Temer virou presidente com conchavos no Congresso, sobreviveu à primeira denúncia com conchavos no Congresso, e quem já fez dois conchavos no Congresso pode muito bem fazer três. A expectativa geral é que na sexta-feira (27) o presidente da República ainda seja esta belezura que está aí.

Mas é preciso registrar que Temer chega nesse julgamento mais fraco do que chegou no último, porque acabou o dinheiro para comprar apoios dos parlamentares.

A falta de dinheiro fica clara no número de vantagens oferecidas pelo governo que não envolvem gastar dinheiro à vista. São várias novas modalidades de mensalão virtual –proponho chamá-las "bitCunhas"– todas com o objetivo de garantir votos para livrar Temer da cana dura.

Por exemplo, todo dia agora o Congresso aprova uma nova anistia de impostos, multas e outras coisas que deveriam ter sido pagas ao governo. Alguns dos deputados estão entre os devedores, mas mesmo os que não estão esperam receber contribuições de campanha dos empresários beneficiados com as anistias.

Temer também está entregando a regulação de áreas importantes da vida brasileira em troca de votos. Os planos de saúde contribuem muito para campanhas eleitorais (por exemplo, a do ministro da Saúde). Pensando nisso, os temeristas querem deixar que planos de saúde cobrem mais de idosos.

Dessa forma, mesmo que o governo não esteja dando dinheiro para os parlamentares, eles certamente serão recompensados pelos planos de saúde na próxima campanha por terem conseguido esses favores.

O mesmo se dá com a regulação do trabalho escravo. Havia gente razoável dizendo que era preciso tornar alguns critérios de definição de "trabalho análogo à escravidão" mais precisos. Mas nem mesmo o mais exaltado ruralista esperava que o critério novo fosse "só é trabalho escravo se o sujeito for obrigado a cantar o tema de 'Escrava Isaura' enquanto o executa", como parece ser o caso sob a nova lei. Isso também é compra de votos: em vez de dar dinheiro para os parlamentares, o governo aumenta as contribuições de campanha que eles receberão no futuro dos beneficiados pela lei.

Não se sabe bem se "bitCunhas" terão tanta aceitação na compra de votos quanto moedas mais tradicionais, como dinheiro ou cargos que podem ser convertidos em dinheiro.

Por exemplo, tem quem diga que o governo revisará as normas de fiscalização de trabalho escravo assim que escapar na quarta. Se os deputados ruralistas acreditarem nisso, vão salvar Temer do mesmo jeito?

Além dos problemas de liquidez das "bitCunhas", é preciso levar em conta que o tempo voa quando você está se divertindo, e qualquer hora dessas o mandato de Temer acaba. Cada salvação de Temer se dá mais perto da eleição de 2018 e tem mais chance de ainda estar na lembrança no dia do voto.

Enfim, somando tudo, ainda é provável que não caia. Mas, se bobear, cai. A única certeza é que na sexta-feira o Brasil deve ter um presidente tão qualificado para o cargo quanto o desta segunda.Na Folha

Consciência Evangélica de Orobó reúne igrejas em evento integrado



No dia 31 de outubro, a União das Igrejas Evangélicas de Orobó (UNIEL) realizará um evento integrado com caminhada, cruzada evangelística e show gospel. A Consciência Evangélica de Orobó (CEO) deverá reunir mais de 15 denominações com representações no município. A concentração acontecerá a partir das 17h no Bairro Manoel de Aprígio. Acompanhados da Banda do Corpo de Bombeiros de Pernambuco, os evangélicos seguem até a quadra de eventos, no centro da cidade, onde acontecem as pregações, abordando o tema: Orobó é de Cristo. O encerramento será ao som do cantor Armando Filho. Um projeto de lei foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Vereadores, determinando 31 de outubro como dia da Consciência Evangélica de Orobó. O pastor José Mário e o colaborador irmão Felício Oliveira participaram da programação da Rádio Jornal Limoeiro e passaram detalhes do evento. Fonte Blog do Agreste.

Programa do governo oferece 870 mil vagas em 50 cursos gratuitos

Por Portal Brasil
Reprodução/TV Jornal
As inscrições para os 50 cursos gratuitos online ofertados pelo Plano Progredir foram prorrogadas até 3 de novembro. No total, serão oferecidas 870 mil vagas para integrantes do Cadastro Únicocom mais de 15 anos. A formação técnica faz parte do Pronatec Oferta Voluntária e, para participar, é necessário se cadastrar no Portal Progredir. Com o cadastro, já é possível escolher um curso e fazer a pré-matrícula.
Os cursos que vão oferecer mais vagas, com mais de 19,2 mil oportunidades cada, são: assistente administrativo, representante comercial, vendedor, recepcionista, agente comunitário de saúde e operador de caixa.
O Pronatec Oferta Voluntária oferece cursos de formação inicial e continuada ou qualificação profissional. As instituições que ministram as aulas oferecem o serviço de forma voluntária, ou seja, não recebem repasses financeiros do governo.
Com o Plano Progredir, pessoas inscritas no Cadastro Único, em especial as que participam do Bolsa Família, têm mais acesso a qualificação, emprego e renda. O objetivo, de acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, é fazer com que as famílias de baixa renda conquistem autonomia e melhores condições de vida. “Quem está no Bolsa Família precisa e quer progredir na vida. Temos que oportunizar a essas famílias um futuro melhor, por isso, criamos este conjunto de ações”, afirmou.
Para valorizar iniciativas municipais de geração de emprego e renda, o MDS também terá uma premiação específica. O Prêmio Progredir irá escolher as melhores propostas de inclusão produtiva de cada região do país. O edital deverá ser lançado em breve.
Do Portal Bom Jardim

LULA LIDERA PESQUISA ENTRE CATÓLICOS E EVANGÉLICOS


Ricardo Stuckert


A pesquisa divulgada pelo Datafolha revela que o ex-presidente Lula tem a preferência de 40% dos eleitores católicos; já entre os evangélicos, 32% afirmam que votarão no petista; segundo colocado é Jair Bolsonaro, que tem 21% da preferência do eleitorado evangélico, contra 17% de Marina Silva; que Lula vence em todas religiões, já se sabia, mas o que a pesquisa indica é que os líderes não têm tanto poder para indicar votos como votos como se imaginava.

Do Diário do Centro do Mundo - A pesquisa divulgada pelo Datafolha revela que Lula tem a preferência do eleitor seja católico ou evangélico. Entre os católicos, Lula tem 40% das intenções de voto. Entre os evangélicos, 32%.
O segundo colocado é Jair Bolsonaro, que tem 21% da preferência do eleitorado evangélico, contra 17% de Marina Silva.
Que Lula vence em todas religiões, já se sabia, mas o que a pesquisa indica é que os líderes não têm tanto poder para indicar votos como votos como se imaginava.
Segundo a pesquisa, apenas 19% disseram que votariam em candidato indicado pelas lideranças.
Entre evangélicos pentecostais (Assembleia de Deus, por exemplo) e neopentecostais (Universal do Reino de Deus, por exemplo), o índice é maior: 31% no caso destes e 26% no caso daqueles.
Nas eleições proporcionais (deputados), esse índice faz a diferença, e elege candidatos — Eduardo Cunha, por exemplo, faz campanha nas igrejas evangélicas.
Na eleição majoritária (governador, presidente), não elege candidatos. Entretanto, tem um poder que a pesquisa não mostra, o de veto.
"Ela não consegue indicar em quem o fiel deve votar, mas é bem sucedida na indicação do nome em quem o fiel não deve votar", disse um experiente deputado evangélico.
Esta é a razão pela qual os candidatos em geral evitam temas espinhosos que possam afastar o eleitor evangélico, como aborto, ideologia de gênero, casamento homoafetivo e outras pautas progressistas.

Os pobres não vêm ao caso


wpp
No Washington Post, trecho da reportagem  Associated Press, mostrando a vida dos milhões de brasileiros que perderam o trabalho, os benefícios sociais e a dignidade humana, o que, claro, “não vêm ao caso” quando se trata de “cortar gastos” com os pobres, jamais privilégios para os ricos.

Milhões retornam à pobreza no Brasil, 
e desmorona a década do “boom”

Quando Leticia Miranda trabalhava entregando jornais nas ruas, ela ganhava cerca de US $ 160 por mês, apenas o suficiente para pagar por um pequeno apartamento que ela compartilhava com seu filho de 8 anos em um bairro pobre do Rio de Janeiro.
Quando perdeu seu emprego há seis meses, em meio à pior crise econômica do Brasil em décadas, Miranda não teve escolha senão passar para um prédio abandonado, onde várias centenas de pessoas já estavam vivendo. Todos os seus pertences – uma cama, uma geladeira, um fogão e algumas roupas – ficam numa pequena sala que, como todas as outras no prédio, tem janelas sem vidro. Os moradores se banham em grandes latas de lixo cheias de água e fazem o melhor para viver com o cheiro de montanhas de lixo e com porcos no centro do prédio.
“Eu quero sair daqui, mas não há para onde ir”, disse Miranda, de 28 anos, vestida com um top de biquíni, shorts e sandálias para suportar o calor. “Eu estou entregando curriculo para emprego e fiz duas entrevistas. Até agora, nada “.
Entre 2004 e 2014, dezenas de milhões de brasileiros emergiram da pobreza e o país foi frequentemente citado como um exemplo para o mundo. Os altos preços das matérias-primas do país e dos recursos petrolíferos recentemente desenvolvidos ajudaram a financiar programas de assistência social que colocassem dinheiro nos bolsos dos mais pobres.
Mas essa tendência foi revertida nos últimos dois anos devido à recessão mais profunda da história do Brasil e cortes nos programas de subsídios, aumentando o espectro de que essa nação do tamanho do continente perdeu o caminho para lidar com grandes desigualdades que remontam à época colonial.
“Muitas pessoas que saíram da pobreza, e mesmo aqueles que se aproximaram da classe média, caíram de volta”, disse Monica de Bolle, membro sênior do Peterson Institute for International Economics, com sede em Washington.
O Banco Mundial estima que cerca de 28,6 milhões de brasileiros sairam da pobreza entre 2004 e 2014. Mas o banco estima que, no início de 2016 até o final deste ano, 2,5 milhões a 3,6 milhões caíram abaixo da linha de pobreza de R$ 140 por mês, cerca de US$ 44 às taxas de câmbio atuais.
Esses números são provavelmente subestimados, disse Bolle, e eles não capturam o fato de que muitos brasileiros de classe média baixa que progrediram durante os anos de “boom” voltaram a se aproximar da pobreza.
“Todos os dias é uma luta para sobreviver”, disse Simone Batista, de 40 anos, com lágrimas escorrendo pelo rosto enquanto contava estar sendo cortada do Bolsa Família depois que nasceu seu bebê de apenas 1 ano. Ela quer apelar, mas não tem dinheiro suficiente para pagar o ônibus até a repartição que cuida disso no centro da cidade. Batista vive no Jardim Gramacho, em Duqye de Caxias, onde ela e centenas de outros moradores indigentes encontram comida através de lixo ilegalmente despejado na área.

Vaza a lista de empresas que serão beneficiadas com trabalho escravo legalizado por Temer



A semana foi marcada por mais uma polêmica no governo federal. Uma portaria alterou as regras do que é considerado trabalho escravo no país, decisão que provocou uma série de críticas. O Brasil é considerado referência mundial no combate à escravidão moderna. Mas, depois das novas diretrizes, isso pode mudar.
A mudança foi condenada pela Organização das Nações Unidas. A Organização Internacional do Trabalho disse que a medida pode interromper a trajetória de sucesso que tornou o Brasil modelo no combate ao trabalho escravo no mundo. O Ministério Público Federal quer a revogação da portaria. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entregou ao ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, ofício onde fala em “retrocesso nas garantias básicas da dignidade humana”.

As novas regras também restringiram o acesso à chamada lista suja, o cadastro de empregadores autuados por escravizar trabalhadores. Agora, a lista suja só será divulgada por determinação expressa do ministro do Trabalho.

Os patrões só entram na lista depois que esgotam todos os recursos de defesa, na esfera administrativa. Permanecem nela por dois anos. A mais recente atualização da lista já estava pronta, antes de sair a portaria, mas acabou não sendo divulgada
Fonte:G1

Estudante de jornalismo comete suicídio após relatar dor e sofrimento nas redes


Redação Pragmatismo
BARBÁrie

Jovem brasileira de apenas 20 anos deixa inúmeros amigos e admiradores. Ela publicou nas redes sociais um texto metafórico em que pedia ajuda, mas ninguém entendeu. A estudante foi encontrada enforcada pela irmã

suicídio Dáleti Jeovana
Dáleti Jeovana
A estudante de jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT) Dáleti Jeovana se matou aos 20 anos. Dáleti era uma ativista negra e cometeu suicídio na noite do último sábado, 22/10, por volta das 23h30.

Dáleti estava na sala da casa onde morava com uma amiga e a irmã, em Palmas. Ela se retirou dizendo que iria tomar banho. Por causa da demora, a irmã foi chamá-la e a encontrou enforcada.
Pouco tempo antes de se matar, no dia 17 de outubro, a jovem publicou em seu Facebook pessoal um texto metafórico sobre a vontade de “Ana” de se suicidar.
No texto, Dáleti falava sobre o suicídio da dor, do sofrimento e da desesperança; isto é, o suicídio da alma. Na verdade, ela estava se referindo a si própria, mas ninguém compreendeu.
Dáleti deixou centenas de amigos chocados com a sua morte precoce. Ela era filha de pastor e órfã de mãe. A rotina árdua de trabalho e estudos lhe impôs sobrecarga de problemas e responsabilidades, mas ela nunca procurou um psicólogo, dizem amigos próximos.

Depressão

O suicídio tem sido um caminho recorrente para sanar dores e depressões da alma. No Brasil, o suicídio de jovens não para de crescer: dados mostram que, em 12 anos, a taxa de suicídios na população de 15 a 29 anos subiu de 5,1 por 100 mil habitantes em 2002 para 5,6 em 2014 — um aumento de quase 10%.
Confira o texto publicado por Dáleti dias antes de se suicidar:
Essa hora do dia
Ana pensa em suicídio.
Ana planeja como suicidará seu sofrimento.
Ela planeja o suicídio de sua depressão, sua ansiedade.
Ana só quer ter um tempo para si, e não mais se cobrar além do limite.
Ana só quer um tempo para si, tempo de respirar, estudar, trabalhar, sem nenhuma pressão ou obrigação.
Ana só quer que cada palavra que saia da sua boca, não seja interrompida por um gaguejo de ansiedade.
Ana quer matar, quer abandonar, quer se livrar, dos laços, dos enlanços, do passado, do sapato apertado, da missa, da reza, das prisões que a cercam.
Ana quer matar o silêncio, não quer mais fingir que está tudo bem. Mas ela sabe que todos já estão cansados de seus relatos e histórias tristes.
Ana ao meio dia pensa em suicídio, o suicídio do sofrimento, da dor, da desesperança, do desespero.
Ana pensa em suicídio, suicídio, do amargo, dos trapos, da dor.
Suicídio da alma.

César Tralli se irrita ao vivo após homem invadir link da Globo


'A gente tenta voltar, se a educação das pessoas permitir', disse apresentador

César Tralli se irrita ao vivo após homem invadir link da Globo
Notícias ao Minuto Brasil
HÁ 30 MINS POR NOTÍCIAS AO MINUTO
FAMA TV
Oapresentador César Tralli ficou irritado ao vivo durante o telejornal "SPTV 1ª Edição" desta segunda-feira (23), na Globo.

+ Ana Maria nega ter feito cirurgia no rosto e diz: 'Pode dar close'
Tralli chamou um link do jornalista Jean Raupp, que iria explicar sobre a vacinação contra a febre amarela. Quando Raupp começou a falar, um homem entrou na frente da câmera e gritou: “Globo lixo, Globo lixo”.
A transmissão logo foi interrompida e Tralli disse: "Será que a gente consegue falar com o Jean, não? Nós tivemos um probleminha aí, uma pessoa atrapalhou o trabalho do Jean Raupp, infelizmente."
"Vamos ver primeiro a reportagem que o Jean preparou nessa região e daqui a pouco a gente tenta voltar ao vivo se a educação das pessoas permitir", afirmou Tralli, visivelmente irritado com a situação.